O tomateiro (Solanum lycopersicum) é originário da região dos Andes (do norte do Chile até a Colômbia). Com a colonização das Américas, no século XVI foi levado para a Europa, inicialmente para a Espanha e Itália, países nos quais se adaptou facilmente devido ao clima, sendo que atualmente é cultivado por todo o mundo.

O consumo de tomate em parte deve-se a grande quantidade de substâncias benéficas como licopeno, caroteno e vitaminas. O fruto é apreciado de diversas formas como molhos e saladas, sendo esta última opção geralmente in natura. Devido a este fator, a redução do uso de agrotóxicos na cultura é de suma importância, uma vez que a colheita é realizada com intervalos curtos.

promip manejo integrado pragas controle biologico mip experience monitoramento pragas tripes tomateiro cultura tomate fase inicial

Cultura de tomateiro em fase inicial, Centro de Inovação e Tecnologia – Promip.

O plantio começa pela produção de mudas, geralmente realizada em floating. Na cadeia produtiva de hortaliças de qualidade, a formação de mudas é uma das fases mais importantes para o ciclo da cultura, influenciando diretamente no desempenho final, tanto do ponto de vista nutricional como produtivo, pois existe uma relação direta entre mudas sadias e produção a campo.

promip manejo integrado pragas controle biologico mip experience monitoramento pragas tripes tomateiro plantando tomate

O plantio começa pela produção de mudas, geralmente realizada em floating.

Controle biológico de tripes na cultura do tomateiro

Assista ao vídeo

USO DE ÁCAROS PREDADORES

Objetivando manter a qualidade das mudas, assim como do desenvolvimento inicial das plantas na lavoura, o uso de ácaros predadores como Stratiolaelaps scimitus vem sendo testado para o manejo preventivo de tripes. Uma vez que, espécies como Frankliniella shultzei ocorrem com frequência na cultura do tomateiro e podem ser importantes transmissores de vírus.

promip manejo integrado pragas controle biologico mip experience monitoramento pragas tripes tomateiro tripes adulto

Frankliniella spp. (Thysanoptera: Thripidae).

Este gênero, além de ser amplamente distribuído no Brasil, possui uma diversidade de espécies muito grande e o manejo químico destes insetos geralmente é dificultado em função das características de desenvolvimento, que dificulta a ação dos produtos, além de apresentar resistência a diversos grupos químicos de inseticidas.

O ácaro predador, S. scimitus, possui capacidade de predação das fases que ocorrem no solo, pré-pupa e pupa. Visando um controle ainda mais eficiente desta praga nas demais fases de desenvolvimento, a liberação do percevejo Orius insidiosus também é uma ferramenta muito útil para reduzir o nível populacional destes insetos.

promip manejo integrado pragas controle biologico mip experience monitoramento pragas tripes tomateiro ciclo mobile final

Ciclo de vida da maioria das espécies de tripes, com os respectivos insumos biológicos disponíveis para o manejo.

promip manejo integrado pragas controle biologico mip experience monitoramento pragas tripes tomateiro ciclo final

Ciclo de vida da maioria das espécies de tripes, com os respectivos insumos biológicos disponíveis para o manejo.

A dupla perfeita para o
manejo integrado de tripes

promip manejo integrado pragas controle biologico mip experience monitoramento pragas tripes tomateiro propaganda logos

A dupla perfeita para o
manejo integrado de tripes

MIP EXPERIENCE 

NOTÍCIAS

EVENTOS

MIP EXPERIENCE 

NOTÍCIAS

EVENTOS

Deixe seu comentário

© 2018 Promip.