x
 INSTITUCIONAL
 PRODUTOS
 SERVIÇOS
 EXCLUSIVO
 ARTIGOS
 IMPRENSA
 AGRICULTURA
 MIP
 +55 19 99695-2666
x
NEOMIP MAX
MACROMIP MAX
STRATIOMIP
TRICHOMIP-P
TRICHOMIP-G
Eficácia e Praticabilidade Agronômica
Estudos de Resíduos Químicos
MIP
Seletividade (Organismos Não Alvo)
Menu E-Commerce Busca
 
 

Você está em: Eficiência Comprovada

 
 
 
 
2016-01-28
Manejo do ácaro rajado com Neomip Max e Macromip Max
 
 

A Promip disponibiliza no mercado dois produtos biológicos para o controle do ácaro rajado: Neomip max e Macromip Max. Esses dois produtos são compostos por ácaros predadores da família Phytoseiidae. Neomip Max contém ácaros predadores Neoseiulus californicus que possuem coloração branco a amarelada, se alimentam preferencialmente do ácaro rajado mas também podem consumir pequenos ácaros e insetos e pólen, o que o faz com que eles permaneçam na cultura mesmo sem a presença desta praga. Macromip Max contém o ácaro predador Phytoseiulus macropilis, de coloração avermelhada brilhante, com longas pernas. Esses predadores se alimentam exclusivamente do ácaro rajado se reproduzindo rapidamente na lavoura; as longas pernas facilitam sua locomoção nas teias do ácaro rajado. Por se tratar de um predador especialista é indicado em altas infestações da praga.

Um acompanhamento da liberação de predadores para o controle de ácaro rajado foi realizado em uma lavoura de morango no município de Bom Repouso (MG) entre novembro e dezembro de 2015. Cinco canteiros da variedade Aromas apresentaram uma média de 34 ácaros rajados por folíolo. Como essa infestação é considerada alta foi liberado inicialmente quatro frascos de Macromip Max para 2.000 plantas, uma média de quatro ácaros predadores por planta.

Na segunda semana foi observado a presença de teia e na terceira semana foi observado uma diminuição na população do ácaro rajado, dessa forma foram liberados dois frascos de Neomip Max – em média 2 predadores por planta. Após a segunda liberação de predadores a densidade de ácaro rajado por folíolo foi diminuindo progressivamente, e o ácaro rajado controlado na 7° semana (Figura).

 

Uma outra estratégia complementar adotada pelo produtor foi a lavagem da lavoura com água, esse manejo desfavorece a praga (que prefere ambientes secos), inclusive diminuindo a quantidade de teias que são utilizadas principalmente para a dispersão da praga, por outro lado, esse manejo favorece os ácaros predadores que preferem ambientes úmidos e assim se reproduzem em maior quantidade. A quantidade recomendada para esse tipo de manejo em morangueiro é de 1.000 L de água para cada 10.000 plantas. É importante ressaltar que essas lavagens devem ser feitas no período da manhã em dias ensolarados para evitar a incidência de doenças. As lavagens podem ser feitas uma ou duas vezes na semana, dependendo da infestação e do clima.

Esse acompanhamento demonstrou que é possível integrar Macromip Max e Neomip Max para controlar o ácaro rajado na lavoura de morango. Macromip Max para causar um efeito rápido na redução da população do rajado e Neomip Max para além de controlar o rajado permanecer na cultura mesmo em baixas densidades do ácaro rajado.

 

Início dos sintomas de infestação por ácaro rajado

 

 

Lavoura de morango 8 semanas após a liberação de predadores, com detalhe para as novas brotações

 

Lavoura de morango 8 semanas após a liberação de predadores

 

 

 

 

Dra. Grazielle Furtado Moreira

Promip - Manejo Integrado de Pragas

 
 
 
voltar para home
 
Manejo do ácaro rajado com Neomip Max e Macromip Max
2016-01-28

A Promip disponibiliza no mercado dois produtos biológicos para o controle do ácaro rajado: Neomip max e Macromip Max. Esses dois produtos são compostos por ácaros predadores da família Phytoseiidae. Neomip Max contém ácaros predadores Neoseiulus californicus que possuem coloração branco a amarelada, se alimentam preferencialmente do ácaro rajado mas também podem consumir pequenos ácaros e insetos e pólen, o que o faz com que eles permaneçam na cultura mesmo sem a presença desta praga. Macromip Max contém o ácaro predador Phytoseiulus macropilis, de coloração avermelhada brilhante, com longas pernas. Esses predadores se alimentam exclusivamente do ácaro rajado se reproduzindo rapidamente na lavoura; as longas pernas facilitam sua locomoção nas teias do ácaro rajado. Por se tratar de um predador especialista é indicado em altas infestações da praga.

Um acompanhamento da liberação de predadores para o controle de ácaro rajado foi realizado em uma lavoura de morango no município de Bom Repouso (MG) entre novembro e dezembro de 2015. Cinco canteiros da variedade Aromas apresentaram uma média de 34 ácaros rajados por folíolo. Como essa infestação é considerada alta foi liberado inicialmente quatro frascos de Macromip Max para 2.000 plantas, uma média de quatro ácaros predadores por planta.

Na segunda semana foi observado a presença de teia e na terceira semana foi observado uma diminuição na população do ácaro rajado, dessa forma foram liberados dois frascos de Neomip Max – em média 2 predadores por planta. Após a segunda liberação de predadores a densidade de ácaro rajado por folíolo foi diminuindo progressivamente, e o ácaro rajado controlado na 7° semana (Figura).

 

Uma outra estratégia complementar adotada pelo produtor foi a lavagem da lavoura com água, esse manejo desfavorece a praga (que prefere ambientes secos), inclusive diminuindo a quantidade de teias que são utilizadas principalmente para a dispersão da praga, por outro lado, esse manejo favorece os ácaros predadores que preferem ambientes úmidos e assim se reproduzem em maior quantidade. A quantidade recomendada para esse tipo de manejo em morangueiro é de 1.000 L de água para cada 10.000 plantas. É importante ressaltar que essas lavagens devem ser feitas no período da manhã em dias ensolarados para evitar a incidência de doenças. As lavagens podem ser feitas uma ou duas vezes na semana, dependendo da infestação e do clima.

Esse acompanhamento demonstrou que é possível integrar Macromip Max e Neomip Max para controlar o ácaro rajado na lavoura de morango. Macromip Max para causar um efeito rápido na redução da população do rajado e Neomip Max para além de controlar o rajado permanecer na cultura mesmo em baixas densidades do ácaro rajado.

 

Início dos sintomas de infestação por ácaro rajado

 

 

Lavoura de morango 8 semanas após a liberação de predadores, com detalhe para as novas brotações

 

Lavoura de morango 8 semanas após a liberação de predadores

 

 

 

 

Dra. Grazielle Furtado Moreira

Promip - Manejo Integrado de Pragas

 
 
voltar

 
© 2017 PROMIP. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Sopa de Ideias
 
10 anos de PROMIP
FICOU INTERESSADO EM NOSSAS SOLUÇÕES?
FALE COM A PROMIP
Nome: E-mail: Mensagem:
Linkedin Facebook Instagram Youtube
Voltar
© 2017 PROMIP.
Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Sopa de Ideias